HR Rodas e Pneus Loja Oficial

Ei, r/brasil, me tire uma dúvida sobre pneus e rodas de carro

Um conjunto de roda e pneu com as especificações 205/45 de 17 polegadas tem a mesma circunferência de um conjunto 205/60 de 16 polegadas? Se não, tem muita diferença que possa ter um risco de, ao trocar um conjunto de 17 polegadas por um de 16, a de 16 ficar raspando na lataria do carro?
submitted by ffftttsss to brasil [link] [comments]

MUITO GOSTOSA

MUITO GOSTOSA, PARECE UM Vectra CD turbo com Turbina Holset HX35, Válvula de Alivio SPA Compact, Intercooler frontal, Pressurização em Aluminio 2,5", Escape 2,5' com 1 abafa dor JK, Pistões IASA 87mm (p/ 700cv). Bielas K1 (p/ 700cv), Parafusos ARP, Anéis NPR, Blockguard, Bomba de Óleo GM 2.4 16v retrabalhada, junta de ca cabeçote de aço de Astra Flex Cabeçote 16v 100% original, comandos originais. tuchos novos, taxa 10,0:1, Ventoinhas SLIM, Injeção Megasquirt MS2-V3 com correção por sonda Wideband AEM. auto-acerto de mapa de combustível Two Step e Flat Shift acionados por botão no pedal de embreagem, 4 bicos Fuel Injector Clinic (FIC) 1050cc baixa impedância com resistores, Bomba de combustivel Dinâmica 12bar no lugar da original + 1 de Mercedes externa (embaixo da porta traseira do passat geiro), Linha de combustivel 9,5mm, fil tro de comb. de Blazer V6 (fica atrás do motor), Bobina de Vectra 2011, velas NGK Iridium, cabos de vela originais, Cambio GM F23 (eixo piloto largo) adaptado, embreagem Cerâmica FF 1200 lbs com acionamento mecânico adaptado, Suspensão de Rosca Fênix, Rodas do Vectra GT-X aro 17, originais GM, Pneus BFGoodrich G-force Profiler 215/45 17, Freio Dianteiro: Discos 288mm frisados + pastilhas Red Powerbrakes, Manômetros de pressão de turbo, óleo e combustivel, Sonda Wideband AEM UEGO 40-3100.
submitted by pedr0_1 to Copicola [link] [comments]

Trotinete Elétrica Roda

Olá a todos, alguém conhece alguma loja física que venda pneus de trotinetes?A minha Xiaomi m365 esvaziou a roda da frente e queria muda-la o mais cedo possível.
EDIT: Pneu*
submitted by themamen963 to porto [link] [comments]

TIGGO 2

TIGGO 2

TIGGO 2 - CAOA Chery Yatta
TIGGO 2 – Um carro completo e confortável. É a conquista que vai te levar para muita outras.
Principais características: sensor de estacionamento, central multimídia de 8¨ com espelhamento Android e Apple Car Play, câmera traseira (exceto versão Look Manual), controle de tração e estabilidade, assistente de subida (versão ACT), DRL em LED (luz diurna de rodagem), freio a disco nas 4 rodas com ABS e EBD, roda de liga leve de 16¨, indicador de pressão dos pneus, teto solar elétrico (versão ACT), câmbio automático, função Sport/Eco, computador de bordo, volante multifuncional (exceto versão Look Manual), piloto automático (exceto versão Look Manual), amplo porta-malas: 420 litros.
Vem pra CAOA Chery Yatta - Campos dos Goytacazes: (22)99234-0450 - Itaperuna: (22)3824-4008 - Macaé: (22)3399-1109 Faça um test drive e surpreenda-se com- a qualidade, tecnologia e design dos nossos carros. - SUVs: TIGGO 2, TIGGO 5x, TIGGO 7 - ARRIZO 5 e ARRIZO 6.
- Instagram: https://www.instagram.com/caoacheryyatta/ - Facebook: https://www.facebook.com/CaoaCheryYatta - Twitter: https://twitter.com/CaoaCheryYatta
submitted by CaoaCheryYatta to u/CaoaCheryYatta [link] [comments]

Muito saborosa

MTO SABOROSA, PARECE UM Vectra CD turbo com Turbina Holset HX-35, Válvula de Alívio SPA Compact, Intercooler frontal,Pressurização em Alumínio 2,5",Escape 2,5" com 1 abafador JK, Pistões IASA 87mm (p/ 700cv), Bielas K1 (p/ 700cv), Parafusos ARP, Anéis NPR, Blockguard, Bomba de Óleo GM 2.4 16v retrabalhada, junta de cabeçote de aço de Astra Flex, Cabeçote 16v 100% original, comandos originais, tuchos novos, taxa 10,0:1,Ventoinhas SLIM, Injeção Megasquirt MS2-V3 com correção por sonda Wideband AEM, auto-acerto de mapa de combustível, Two Step e Flat Shift acionados por botão no pedal de embreagem, 4 bicos Fuel Injector Clinic (FIC) 1050cc baixa impedância com resistores, Bomba de combustível Dinâmica 12bar no lugar da original + 1 de Mercedes externa (embaixo da porta traseira do passageiro), Linha de combustível 9,5mm, filtro de comb. de Blazer V6 (fica atrás do motor), Bobina de Vectra 2011, velas NGK Iridium, cabos de vela originais, Câmbio GM F23 (eixo piloto largo) adaptado, Embreagem Cerâmica FF 1200lbs com acionamento mecânico adaptado, Suspensão de Rosca Fênix, Rodas do Vectra GT-X aro 17, originais GM, Pneus BFGoodrich G-force Profiler II 215/45 17, Freio Dianteiro: Discos 288mm frisados + pastilhas Red Powerbrakes, Manômetros de pressão de turbo, óleo e combustível, Sonda Wideband AEM UEGO 40-3100.
submitted by rVonyon to copypastabr [link] [comments]

Quero chibar-me às finanças. Serei doido?

Tenho um colega no trabalho que me tira do sério porque só vive para tentar esquemas.
No trabalho como tudo é pago direitinho não tem hipótese, mas mesmo assim lá anda de tempos a tempos a tentar uma baixa (tem a lata de dizer que ainda não conseguiu encontrar um medico que faca amizade para lhe passar as baixas).
Como o cônjuge é dono de uma fabrica, é uma vida á grande em que a mulher declara um salário baixo, mas leva milhares em esquemas para casa. É viajar e jantaradas que a empresa lhes paga, trocar múltiplas vezes de carro em poucos anos, etc. Com estas liquidez toda ainda se gabam de andarem a comprar varias casas porque “têm de garantir o futuro dos filhos”.
Anda um gajo a vergar o couro e ouvir estas histórias de explorar o sistema dão um nó na barriga. Sei eu doido, invejoso ou isto é algo que deveria ser chibado?
Quem daqui acha que o que interessa é viver com a roda da frente no ar, e quem é que gostava de lhes traçar os pneus todos?
Edit: Depois de um dia de trabalho voltar para ler isto... claramente que ganhou mais atenção do que eu esperava.
A verdade é que propositadamente não detalhei mais pontos para evitar haver alguma hipótese de se identificar as pessoas. Mantenho o relato da situação o mais genérico possível. Poderia detalhar conversas em que se referiu algo to tipo: “o que gastamos nas férias em XXX dava para pagar meio salário a toda a fabrica. Fica melhor gasto connosco na familia porque lutamos para fazer crescer o negocio. Temos de aproveitar e lucrar com isto.”
Não sou moralmente superior a ninguém, seguramente ja fiz as minhas asneiras e abusos. Mas sou intelectualmente honesto e sei quando estão a brincar com o entendimento de legalidade. Claro que gostava de ter vida mais fácil (quem não gostava?) e por vezes não ter de me preocupar com fazer algumas contas se dá para ir jantar fora num bom restaurante.
Aceito o apontar de dedo quando falam em inveja. Gostava de ter mais coisas e vida desafogada.
submitted by saraivada to portugal [link] [comments]

Lista: Os 10 carros mais caros do mundo

O novo Bugatti La Voiture Noire de US$ 18,7 milhões puxa a fila...

A Bugatti apresentou nesta semana o La Voiture Noire como principal atração do Salão de Genebra 2019. Além de seu exterior escandaloso, destacado pela grade frontal agressiva, quatro saídas de escape e o enorme logotipo “Bugatti” iluminado na traseira, o La Voiture Noire é um carro único. E chega com a etiqueta de carro mais caro já produzido. Com preço inicial de US$ 12,5 milhões (chegando a US$ 18,7 milhões depois das taxas), ele supera com folga outros modelos exclusivos.

No entanto, se o Bugatti La Voiture Noire agora é o carro mais caro do mundo, quem ele ultrapassou? Bom, alguns modelos exclusivos da Rolls-Royce e da Mercedes-Benz não estão tão longe assim em preços, e até alguns parentes do Bugatti estão na lista. Veja quais são os 10 carros mais caros já feitos.

1º - Ferrari Sergio Pininfarina do 10 carros mais caros do mundo

📷
Preço: US$ 3 milhões (R$ 11,3 milhões)
Provavelmente um dos carros mais belos da lista, a Ferrari Sergio Pininfarina custa “modestos” US$ 3 milhões (R$ 11,3 milhões). Isso porque ele teve somente seis unidades produzidas em 2015, vendidas para clientes escolhidos a dedo pela empresa. Baseada na 458 Italia, a Ferrari Sergio tem 570 cv graças ao motor 4.5 V8.

2º - Aston Martin Valkyrie do 10 carros mais caros do mundo

📷
Preço: US$ 3,2 milhões (R$ 12 milhões)
O novo hipercarro híbrido da Aston Martin ainda nem foi lançado, mas já está esgotado. Embora ainda não tenha preço oficial, estimativas sugerem que a cifra vai variar entre US$ 2,6 milhões e US$ 3,9 milhões (R$ 9,8 mi e R$ 14,7 mi) – só que US$ 3,2 milhões (R$ 12 milhões) parece ser o número mágico. De qualquer forma, esta máquina é impressionante. Seu motor 6.5 V12 feito pela Cosworth produz 1.176 cv e 91,7 kgfm de torque, o que significa que sua velocidade máxima vai superar os 320 km/h. A fabricante produzirá somente 150 unidades do Valkyrie, e mais 25 unidades da versão AMR em um segundo momento.

3º - Bugatti Chiron Sport do 10 carros mais caros do mundo

📷
Preço: US$ 3,26 milhões (R$ 12,3 milhões)
Por US$ 3,26 milhões (R$ 12,3 milhões), o Bugatti Chiron Sport tem um preço impressionante, embora abaixo da nova versão apresentada em Genebra. Revelado no Salão de Genebra do ano passado, o Chiron Sport é mecanicamente idêntico ao Chiron normal, usando o mesmo motor W16 quadriturbo que produz 1.500 cv, mas é 18 kg mais leve graças ao uso de fibra de carbono, e também é mais rígido. Enquanto o Chiron normal impressiona nas retas, o Chiron Sport aproveita a redução de peso e a melhora na dinâmica para ser o modelo mais indicado para as pistas.

4º - Bugatti Veyron Vivere By Mansory do 10 carros mais caros do mundo

📷
Preço: US$ 3,4 milhões (R$ 12,8 milhões)
Este Veyron tem uma diferença para os outros carros da Bugatti na lista: não foi feito pela fabricante. O Veyron Vivere é uma edição limitada que passou por uma preparação da Mansory. Ainda assim, é ridículo e tem preço estimado em US$ 3,4 milhões (R$ 12,8 milhões), o que o coloca na lista dos carros mais caros da história. A preparadora fez apenas duas unidades, cada uma abusando do acabamento de fibra de carbono no exterior, couro preto e branco na cabine e o motor W16 de 1.215 cv sob o capô. A velocidade máxima é de absurdos 408 km/h.

6º- W Motors Lykan Hypersport

📷
Preço: US$ 3,4 milhões (R$ 12,8 milhões)
A W Motors, fabricante localizada em Dubai, surpreendeu o mundo com o lançamento do Lykan Hypersport em 2013. Feito justamente para os magnatas do petróleo do Oriente Médio, o esportivo tem faróis de LED com 420 diamantes de 15 quilates encrustados e um display holográfico no console central. Assim, não é nenhuma surpresa de que tenha sido o terceiro carro mais caro do mundo quando foi revelado. Com o tempo, caiu para a sexta posição, mas ainda é impressionante. Seu motor é o 3.7 biturbo de seis cilindros, que produz 790 cv e 97,9 kgfm de torque.

5º - Lamborghini Veneno

📷
Preço: US$ 4,5 milhões (R$ 17 milhões)
A Lamborghini também fez um modelo extravagante e único, o Veneno. Teve apenas 14 unidades produzidas entre 2014 e 2015, cada uma custando cerca de US$ 4,5 milhões - dependendo de como era equipado. Estava disponível nas versões conversível e cupê, e usava uma versão mais potente do motor 6.5 V12 do Aventador, agora gerando 750 cv e 62,1 kgfm. Chegava até 96 km/h em 2,9 segundos. Até hoje foi o Lamborghini mais caro já vendido.

4º - Koenigsegg CCXR Trevita

📷
Preço: US$ 4,8 milhões (R$ 18,1 milhões)
Conhecida por seus carros extremos, a Koenigsegg participou de Genebra com o seu “carro mais barato”, o Jesko. Só que ela também foi para o outro extremo com o CCXR Trevita, que custa US$ 4,8 milhões (R$ 18,1 milhões). Para se ter uma ideia, ele tem acabamento exterior feito de fibra de carbono e diamantes, além do motor 4.8 V8 biturbo de 1.018 cv e 110 kgfm de torque. Foram feitas apenas três unidades, que serviram de adeus para o CCX.

3º - Mercedes-Maybach Exelero

📷
Preço: US$ 8 milhões (R$ 30,2 milhões)
Como muitos outros antes dele, o Mercedes-Benz Maybach Exelero é um modelo único. Feito sob encomenda da Fulda, subsidiária alemã da Goodyear, o Exelero estreou em 2004 para testar os novos pneus da fabricante. A Mercedes montou o carro com base em um Maybach e deu a ele o motor V12 biturbo de 693 cv e 104 kgfm. A velocidade máxima é de 380 km/h e, ajustando pela inflação, o Exelero custaria mais de US$ 10 milhões (R$ 37,8 milhões).

2º- Rolls-Royce Sweptail

📷
Preço: US$ 12,8 milhões (R$ 48,3 milhões)
OK, tecnicamente o Rolls-Royce Sweptail conquistou o título de carro mais caro do mundo em 2017. O problema é que a fabricante nunca confirmou o seu preço, por isso o próximo modelo da lista acabou na liderança. Mas, custando estimados US$ 12,8 milhões (R$ 48,3 milhões), o Sweptail consegue superar o Mercedes-Benz Maybach Exelero em quase US$ 5 milhões (R$ 18,9 milhões). O Rolls-Royce Sweptail levou mais de quatro anos para ser desenvolvido antes de fazer sua estreia no Concorso d'Eleganza Villa d'Este de 2017.

1º- Bugatti La Voiture Noire

📷
Preço: US$ 18,7 milhões (R$ 70,6 milhões)
Custando US$ 12,5 milhões (R$ 47,2 milhões), que sobem para US$ 18,7 milhões (R$ 70,6 milhões) ao contar as taxas e demais custos, o Bugatti La Voiture Noire é oficialmente o carro mais caro já produzido. E com bons motivos. A interpretação moderna do Type 57 SC Atlantic de Jean Bugatti terá apenas uma unidade produzida - e já foi vendida! Seu motor é o 8.0 W16 igual ao do Chiron, produzindo 1.498 cv e 163,1 kgfm. Ele tem seis saídas de escapamento, novas rodas bem radicais, uma frente agressiva e o nome da marca na traseira totalmente iluminado. Haja extravagância!
submitted by ezequias963 to u/ezequias963 [link] [comments]

[SÉRIO] 500Euros Garantidos! Querem jogar?

Boa tarde.
No fim de semana passado, de sábado para domingo, a garagem de minha casa foi assaltada. Forçaram o portão e entraram, partiram o cadeado da minha bicicleta e roubaram-na. Também desfizeram o sistema de entreteniamento do carro do meu vizinho. Isto aconteceu depois da camara ter estado a fazer obras na rua. Tiveram a alterar a entrada das garagens. E guardaram algum equipamento dentro da garagem do meu prédio. Coincidência as obras acabaram à uma semana e o prédio é assaltado!
Aprensentei queixa na policia mas eles n estão assim muito motivados.
Mas pronto o jogo é o seguinte. Quem encontrar a minha bicicleta leva 500euros. Dependendo do estado em que esteja acrescento mais 100 ou 200 euros só pelos lol's e trol's. Seja como for levam sempre 500euros.
É uma 29er, rodas maiores que o normal. É toda em cor-de-laranja, chama bastante a atenção. Não é uma cor normal, normalmente as bicicletas são pretas.
O modelo é CUBE LTD PRO 2014 29er Orange/Blue 17''.
O número do quadro é o seguinte: 52115-16-WOW03723HG0613M.
Algumas fotos recentes: foto1, foto2, foto3 e foto4 (mais antiga).
Não tem tempo limite.
Boa caça.
edit: Os pneus são tubeless adaptados(meio manhoso). O pipo do pneu da frente é schrader e o de trás é presta.
edit2: Vivo em Lisboa, Alfragide. Foi aqui que aconteceu o roubo.
edit3: Se quiserem reportar os criminosos que andam a assaltar casas à polícia, adicionem os vossos contactos à queixa na PSP NUIPC 421/26-7 PEAMD. Para eu depois entrar em contacto com vocês e transferir os moneys.
edit4: O avanço da bike é diferente do que tá na foto. É um 90mm Potence FSA -V DRIVE 17º. Ou seja o guiador tá mais baixo do que tá nas fotos.
submitted by End-Effector to portugal [link] [comments]

Opiniões para bike BTT

Caros amigos, amigas, inimigos, inimigas, e pessoas assim-assim,
gostaria de pedir a vossa opinião em relação à escolha de uma bike para fazer trilhos e BTT.
Fui ver à sportzone e decath e vi lá imensas BTTs com as mais variadas especificações. Acontece que sou um tijolo e não percebo nada disto. E portanto quando vejo nomes como:
Onde me parecem todas iguais, mas depois os preços variam quase 200€, fico sem entender o porquê. Se é só a marca das suspensões e dos travões ou algo mais.
Do pouco que percebo, sei que gostava de ter uma leve, com roda 29, quadro M, 3*9 mudanças, tranca na suspensão, e pneus que furem pouco. Mas quase todas elas têm isto, e por isso não entendo a variação brutal de preços.
Elucidem-me meus caros sff.
-- Mais um Tuga 🇵🇹
submitted by sou_uma_btt to portugal [link] [comments]

Como vender um carro usado com mais segurança

Saiba como comprar um carro de forma mais segura: Para não levar gato por lebre, siga nossas dicas e adquira um ótimo seminovo

Com a instabilidade financeira que assombra o mercado, os reajustes dos veículos 0km tem subido mensalmente e é claro que o consumidor tende a reclamar, visto que os valores não consistem em sinônimo de boa compra.
Assim, é fácil encontrar veículos que não oferecem sequer um ar-condicionado e, em algumas vezes, nem direção hidráulica; itens que fazem falta no território brasileiro por conta do clima e da condição das estradas. Diante dessa situação, o brasileiro optou por adquirir carros seminovos e usados ao invés dos 0km.
Como toda vantagem tem um “porém”, essa não é diferente. Cabe ao consumidor checar o veículo antes da compra e averiguar se de fato é um bom negócio. Veja as dicas que preparamos e avalie o seu próximo veículo, evitando futuros prejuízos.
Artigo relacionado: Melhores carros usados custo benefício

1- O que olhar primeiro no usado ou seminovo na hora da compra?

Apresentamos dois passos: o primeiro é escolher uma concessionária da marca do veículo desejado, pois, geralmente, os carros vendidos nesses locais são mais confiáveis e “honestos” quanto aos dados do automóvel.
O segundo é sempre levar um mecânico de confiança junto, com um especialista ao lado fica difícil passar algo despercebido e ele saberá por onde começar a avaliar o veículo.
Vendendo o carro? Anuncie para mais de 7 milhões de potenciais compradores em todo o Brasil gratuitamente e venda seu carro usado ou seminovo de forma rápida e segura.

2- Qual o melhor local para a compra de carros usados ou seminovos?

Primeiro opte pela concessionária da marca pretendida ou loja. Esses locais sempre fazem uma análise antes de entregar o veículo ao novo proprietário, verificando se é um carro sinistrado ou se existe algum bloqueio administrativo.
Outros locais bons para a compra são as locadoras de veículos, pois elas oferecem carros que são adquiridos de um único dono.

3- Visualmente, o que devemos olhar primeiro?

Ao checar o veículo sempre olhe os itens de segurança, como a validade do extintor, as chaves de rodas no porta-malas, o triângulo de sinalização e a condição do estepe.
É interessante, ainda, verificar os níveis de óleo do motor e a periodicidade da troca, pois, assim é possível averiguar em que condições está o motor e como o antigo dono fazia a manutenção do veículo.

4- Falando de mecânica: quais testes devem ser feitos?

A dica é: ligue o motor em marcha lenta e sinta o ruído do carro e a vibração no volante e no câmbio (caso o carro seja manual).
Um simples teste desses pode ser feito com uma volta no quarteirão, fazendo com que se averigue se há folga no pedal do freio e como estão os amortecedores ao passar por um buraco.
Aqui vale a dica de antes: leve um mecânico junto, como ele é um profissional da área, ao ligar o carro identificará possíveis problemas.

5- Alguma dica para saber se o carro foi batido ou não?

Geralmente, é visível a percepção de uma batida no veículo. Por isso, por garantia, verifique o alinhamento das portas, capôs e bagageiro.
Veja se há diferenças nas tonalidades da cor na lataria; verifique os parafusos, principalmente os das portas, pois quando o carro sai da fábrica eles vêm pintados com a mesma tinta do carro, se eles estiverem de outro tom ou espanados é sinal de que alguém já mexeu neles.

6- Depois da compra do carro, quais os procedimentos burocráticos?

Primeira coisa: faça o comunicado de venda do carro no Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e transfira-o num prazo de 30 dias.
No site do Detran é possível ver um passo a passo de como proceder com a documentação e verificar as pendências do veículo; caso haja algo atrasado, a transferência só é efetivada com a quitação da dívida pendente.

7- É possível saber se foram feitas revisões anteriores?

Dê preferência para os veículos que possuem o manual do proprietário, é lá que estão todos os carimbos das revisões feitas. Para averiguar o recall peça ao vendedor a carta de convocação e o comprovante da autorizada, é ele quem possui essa documentação que deverá ser entregue ao novo proprietário.

8- E como saber se consta alguma pendência jurídica?

Simples: com o número do CPF ou CNPJ do antigo dono em mãos, basta acessar o site do Detran, da Secretaria da Fazenda ou o site da prefeitura do município e fazer a consulta do veículo.

9- E quanto à autenticidade do chassi e do motor?

Em qualquer unidade do Detran eles irão te aconselhar a fazer uma vistoria do veículo para garantir a legalidade do veículo. Ela é gratuita e ainda verifica os itens essenciais do carro, como os retrovisores, pneus, extintores, espelhos, entre outros. Após a vistoria, o laudo sai em até 30 dias, tempo para o processo da transferência.

10- Há proteção jurídica para a compra de carro de um particular? E de estabelecimento comercial?

Nas concessionárias e nas lojas o consumidor e assegurado pelo Código de Defesa do Consumidor, tendo um prazo de 90 dias da data da compra para reclamar de vícios existentes no carro, não se restringindo apenas a defeitos no motor e na caixa cambial.
Já no caso de uma compra com particular, o regimento se dá pelo Código Civil, mas a burocracia é mais complicada e lenta, pois caso dê algum problema será necessária a contratação de um advogado para ajuizar uma ação.

Boas vendas!

Redação SeuCarro.net Classificados
submitted by seucarro to u/seucarro [link] [comments]

20 Dicas para você pegar estrada com mais segurança

Pensando em pegar a estrada? Confira aqui dicas fundamentais de cuidados com o carro e com a direção

Ninguém merece lidar com imprevistos na hora de viajar, não é mesmo? Preparamos uma lista para lhe ajudar a conferir os principais itens que merecem atenção especial antes de sair rodando de carro por aí. Com essa lista com 20 dicas sua viagem tem tudo para ser tranquila e com o máximo de tempo aproveitado.

1. ÁGUA

É fundamental averiguar o nível de água do radiador (responsável pelo resfriamento do motor). O reservatório apresenta uma marcação do nível ideal, caso seja necessário, complete com água e/ou fluido. Aproveite para verificar também o nível de água no reservatório do lavador do para-brisas, esse item pode ser indispensável na estrada.

2. BATERIA

É recomendável verificar a carga da bateria, em caso de perda de capacidade, substitua por uma nova.

3. EXTINTOR DE INCÊNDIO

Verifique se o produto encontra-se no prazo de validade estabelecido pelo fabricante, lembre-se que o equipamento vencido gera multa, além de não funcionar corretamente em caso de necessidade. É importante ler as instruções de uso do extintor.

4. FREIOS

É essencial a verificação do nível do fluido de freio que fica no compartimento do motor, isso porque se estiver baixo a capacidade de frenagem pode ser reduzida, um perigo se ela for necessária em velocidades mais altas. Em caso de falta de fluido, observe as indicações do manual do proprietário e acrescente o produto.

5. LIMPADORES DOS VIDROS

Vale a pena averiguar o estado das palhetas, pois elas podem estar ressecadas ou desgastadas. Para isso, você pode ativar o lavador de para-brisas para molhar os vidros e em seguida ligar os limpadores, se a limpeza não for satisfatória, pode ser que seja necessário trocá-los.

6. LUZES

É necessária a checagem de todas as luzes dos faróis (alto, baixo e de neblina), bem como das luzes dos freios e das setas (pisca). Se houver tempo, faça a regulagem do facho dos faróis, que contribui para uma melhor visão dos motoristas que transitam em sentido contrário.

7. ÓLEO DO MOTOR

Indispensável verificar o nível de óleo e, se necessário, complementar com o produto de mesma especificação. A não manutenção desse item acarreta graves danos ao motor do carro.

8. PNEUS

Os pneus devem estar em bom estado, inclusive o step. Antes de sair viajar, faça a calibragem seguindo a pressão recomendada no manual do veículo. Aconselha-se também realizar o alinhamento e balanceamento dos pneus e, não custa nada dar uma checada nos itens necessários a uma troca, como o triângulo, o macaco e a chave de roda.

9. BAGAGENS

Procure levar somente o necessário, pois o peso extra das malas interfere no consumo de combustível do veículo, além de influenciar também na frenagem, exigindo maior distância para sua execução. O ideal é organizar tudo no bagageiro acomodando-se embaixo os volumes que pesam mais. Recomenda-se não levar objetos soltos no interior do veículo para evitar que eles se movam em manobras súbitas, podendo ferir os passageiros.
Publicidade: Vendendo seu carro usado? Anuncie nos Classificados de Veículos que mais cresce no Brasil! SeuCarro Classificados: Fácil de Anunciar, fácil de vender

10. COMBUSTÍVEL

Em carros com motores flex, o mais indicado é abastecer com gasolina. Apesar de mais cara, a gasolina rende mais, o que significa maior autonomia e menos paradas para reabastecimento, dessa forma, seu percurso fica mais rápido e diminui-se o risco de ficar sem combustível, em caso de estradas com poucos postos.

11. CHUVA

Estenda o cuidado em caso de chuva, a pista molhada pode ficar mais escorregadia, por isso, evite frenagens bruscas. Reduza a velocidade e procure usar giros mais altos. Atenção às poças na estrada e, em caso de chuvas abundantes, busque um local seguro, como um posto de gasolina, para encostar o carro e esperar a chuva reduzir.

12. HORÁRIO

A sugestão é evitar os horários de pico como final de tarde, começo da noite e início da manhã, pois são os horários preferidos dos que saem para viajar em feriados prolongados, por exemplo.

13. CRIANÇAS

Lembre-se da obrigatoriedade do uso de cadeirinhas ou assentos para crianças com idade inferior a sete anos e meio. E no banco dianteiro só andam crianças maiores de 12 anos.

14. DOCUMENTAÇÃO

Certifique-se de que toda a documentação está em ordem e lembre-se de levar o RG, a CNH e os documentos do veículo, eles podem ser solicitados em diversas situações de seu trajeto.

15. ENTRETENIMENTO

Em trechos mais longos, as crianças principalmente tendem a se cansar. Recomenda-se que sempre que houver mais de um adulto no carro que ele procure formas de entretê-las por meio de histórias, músicas, jogos e brincadeiras.

16. NEBLINA

Em caso de nevoeiro espesso, a regra é reduzir a velocidade e acender os faróis baixos. Lembre-se de nunca utilizar o farol alto, pois eles diminuem ainda mais a visibilidade. A dica para se manter no percurso corretamente é procurar orientar-se por algum elemento como as faixas pintadas no asfalto. Recomenda-se utilizar o acostamento somente em casos de extrema urgência.
Leia também: 10 Defeitos mais caros em um carro

17. REFEIÇÕES

O ideal é fazer refeições leves antes de partir para a estrada. Comer muito ou fazer refeições pesadas pode provocar sonolência ou mal-estar no decorrer da viagem. Parece óbvio, mas vale lembrar que é proibido ingerir bebidas alcoólicas.

18. SONO

Parece também lógico que não se deve pegar a estrada caso sinta sono. Uma ‘piscada’ um pouco mais demorada já pode causar um dano irreparável. Se a sonolência aparecer ao longo do trajeto, considere parar e tirar uma soneca, não é o ideal, mas pode ajudar.

19. SEGURO

Certifique-se de que o seguro do carro encontra-se no prazo de validade. Guarde em local de fácil acesso o número do telefone da emergência de sua seguradora. Caso precise dos serviços, lembre-se que a maioria dos planos de seguros dispõe de assistência e reboque 24 horas em todo território nacional.

20. PRUDÊNCIA

Vale lembrar que essa é a virtude dos cautelosos. Por falta de precaução muitos acidentes são causados. Por isso, fique atento à sinalização, aos limites de velocidade da via, respeite as leis de trânsito e trafegue mantendo a distância segura em relação ao veículo da frente.
Redação SeuCarro.net
submitted by seucarro to u/seucarro [link] [comments]

Carros no Brasil, como comprar um carro usado

Carros no Brasil, como comprar um carro usado
Encontre milhares de ofertas de carros a venda. Confira anúncios de carros particulares, de revenda, concessionária, usados e seminvovos em todos os Estados do Brasil.

https://preview.redd.it/si65gbms43p11.png?width=3124&format=png&auto=webp&s=3da408c9dba1ca3f072cda20eb8b59dcbcdf33dd
SeuCarro Classificados é novo conceito no mercado de compra e venda de carros usados, seminovos e novos no Brasil, onde vendedores e compradores de veículos se encontram para fazer bons negócios.
Oferecemos espaço ilimitado para anúncios: adicione fotos ou vídeos e publique quantos anúncios desejar totalmente grátis até vender o carro.
Anuncie carros a venda, acompanhe estatísticas de anúncios, mostre o mapa de localização aos visitantes com apenas um click, faça pesquisas com filtros personalizados ou edite as informações de seu perfil e anúncios de maneira fácil e rápida.
Confira a lista de sublinks com as páginas mais úteis do site de classificados SeuCarro.net

Confira dicas para vender seu carro de forma segura

Saiba como comprar um carro de forma mais segura: Para não levar gato por lebre, siga nossas dicas e adquira um ótimo seminovo
Com a instabilidade financeira que assombra o mercado, os reajustes dos veículos 0km tem subido mensalmente e é claro que o consumidor tende a reclamar, visto que os valores não consistem em sinônimo de boa compra.
Assim, é fácil encontrar veículos que não oferecem sequer um ar-condicionado e, em algumas vezes, nem direção hidráulica; itens que fazem falta no território brasileiro por conta do clima e da condição das estradas. Diante dessa situação, o brasileiro optou por adquirir carros seminovos e usados ao invés dos 0km.
Como toda vantagem tem um “porém”, essa não é diferente. Cabe ao consumidor checar o veículo antes da compra e averiguar se de fato é um bom negócio. Veja as dicas que preparamos e avalie o seu próximo veículo, evitando futuros prejuízos.

1- O que olhar primeiro no usado ou seminovo na hora da compra?

Apresentamos dois passos: o primeiro é escolher uma concessionária da marca do veículo desejado, pois, geralmente, os carros vendidos nesses locais são mais confiáveis e “honestos” quanto aos dados do automóvel.
O segundo é sempre levar um mecânico de confiança junto, com um especialista ao lado fica difícil passar algo despercebido e ele saberá por onde começar a avaliar o veículo.

2- Qual o melhor local para a compra de carros usados ou seminovos?

Primeiro opte pela concessionária da marca pretendida ou loja. Esses locais sempre fazem uma análise antes de entregar o veículo ao novo proprietário, verificando se é um carro sinistrado ou se existe algum bloqueio administrativo.
Outros locais bons para a compra são as locadoras de veículos, pois elas oferecem carros que são adquiridos de um único dono.

3- Visualmente, o que devemos olhar primeiro?

Ao checar o veículo sempre olhe os itens de segurança, como a validade do extintor, as chaves de rodas no porta-malas, o triângulo de sinalização e a condição do estepe.
É interessante, ainda, verificar os níveis de óleo do motor e a periodicidade da troca, pois, assim é possível averiguar em que condições está o motor e como o antigo dono fazia a manutenção do veículo.

4- Falando de mecânica: quais testes devem ser feitos?

A dica é: ligue o motor em marcha lenta e sinta o ruído do carro e a vibração no volante e no câmbio (caso o carro seja manual).
Um simples teste desses pode ser feito com uma volta no quarteirão, fazendo com que se averigue se há folga no pedal do freio e como estão os amortecedores ao passar por um buraco.
Aqui vale a dica de antes: leve um mecânico junto, como ele é um profissional da área, ao ligar o carro identificará possíveis problemas.

5- Alguma dica para saber se o carro foi batido ou não?

Geralmente, é visível a percepção de uma batida no veículo. Por isso, por garantia, verifique o alinhamento das portas, capôs e bagageiro.
Veja se há diferenças nas tonalidades da cor na lataria; verifique os parafusos, principalmente os das portas, pois quando o carro sai da fábrica eles vêm pintados com a mesma tinta do carro, se eles estiverem de outro tom ou espanados é sinal de que alguém já mexeu neles.

6- Depois da compra do carro, quais os procedimentos burocráticos?

Primeira coisa: faça o comunicado de venda do carro no Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e transfira-o num prazo de 30 dias.
No site do Detran é possível ver um passo a passo de como proceder com a documentação e verificar as pendências do veículo; caso haja algo atrasado, a transferência só é efetivada com a quitação da dívida pendente.

7- É possível saber se foram feitas revisões anteriores?

Dê preferência para os veículos que possuem o manual do proprietário, é lá que estão todos os carimbos das revisões feitas. Para averiguar o recall peça ao vendedor a carta de convocação e o comprovante da autorizada, é ele quem possui essa documentação que deverá ser entregue ao novo proprietário.

8- E como saber se consta alguma pendência jurídica?

Simples: com o número do CPF ou CNPJ do antigo dono em mãos, basta acessar o site do Detran, da Secretaria da Fazenda ou o site da prefeitura do município e fazer a consulta do veículo.

9- E quanto à autenticidade do chassi e do motor?

Em qualquer unidade do Detran eles irão te aconselhar a fazer uma vistoria do veículo para garantir a legalidade do veículo. Ela é gratuita e ainda verifica os itens essenciais do carro, como os retrovisores, pneus, extintores, espelhos, entre outros. Após a vistoria, o laudo sai em até 30 dias, tempo para o processo da transferência.

10- Há proteção jurídica para a compra de carro de um particular? E de estabelecimento comercial?

Nas concessionárias e nas lojas o consumidor e assegurado pelo Código de Defesa do Consumidor, tendo um prazo de 90 dias da data da compra para reclamar de vícios existentes no carro, não se restringindo apenas a defeitos no motor e na caixa cambial.
Já no caso de uma compra com particular, o regimento se dá pelo Código Civil, mas a burocracia é mais complicada e lenta, pois caso dê algum problema será necessária a contratação de um advogado para ajuizar uma ação.
submitted by seucarro to u/seucarro [link] [comments]

10 Dicas de Manutenção Preventiva do seu Veículo

Manutenção preventiva do carro: Conheça os itens que necessitam ser verificados e seus prazos

Para a maioria dos proprietários de veículos a manutenção costuma ser uma das partes incômodas de se ter um carro. No entanto, não há como fugir desse compromisso, pois a falta de manutenção pode causar transtornos e deixar você na mão quando mais precisa do carro.
Para evitar dores de cabeça, confira essa lista que preparamos com os 10 itens que devem estar em dia quanto aos cuidados de conservação e bom funcionamento do seu carro.

1 - Óleo do motor

Necessita de verificação semanal. A dica é: com o carro posicionado em uma superfície plana e de preferência antes de funcioná-lo pela primeira vez no dia, retirar a vareta do óleo e limpá-la com um papel ou pano. Em seguida, colocá-la novamente em seu lugar (reservatório), retire novamente a vareta e verifique se a marca do óleo está entre os níveis “Mín” e “Máx”, o que indica que está tudo certo.

2 – Freios

A recomendação geral é que o fluido do freio seja substituído a cada dois anos, ou de acordo com a indicação da fabricante. Se não for realizada a troca periódica a frenagen pode ser comprometida, portanto, fique atento e não deixe de verificar também as pastilhas de freio, elas devem ser substituídas se estiverem abaixo da espessura mínima.

Publicidade: Vendendo o Carro? Anuncie no melhor classificados de carros usados do Brasil. Seja particular, de revenda ou concessionária, aqui é fácil de anunciar e fácil de vender!

3. Correia dentada

Busque um bom mecânico para realizar a substituição dessa peça, que dependendo do modelo do carro, deve acontecer a cada 30 mil e 50 mil km rodados. É importante cuidar desse item, pois se a correia dentada romper, danifica-se o motor causando problemas como empenamento de válvulas e furos nos pistões.

4 – Água do radiador

Outra tarefa semanal do condutor do veículo é verificar o reservatório de água. A indicação também é quase a mesma, o veículo em local plano e com o motor frio, o nível da água deve aparecer entre o “Mín” e o “Máx” marcados no reservatório. Lembre-se de que além da água, no líquido deve haver também a devida proporção de aditivo.

5- Velas de ignição

Esse item é essencial para o bom funcionamento do motor. Caso as velas não apresentem bom estado, vale saber que o consumo se eleva e o desempenho do carro diminui. Portanto, atenção às trocas: as velas costumam durar entre 20.000 e 30.000 km.

6- Filtros

Há três filtros que precisam dos seus cuidados: de ar, de combustível e de óleo. No caso dos filtros de ar, deve-se realizar limpeza com ar comprimido a cada 7.000 km, eles também devem ser substituídos toda vez que detectado que estão afetando a saída do ar para dentro do motor. Os filtros de combustível normalmente são trocados a cada 10.000 km. Já os de óleo recomenda-se realizar alternadamente as substituições, entre as trocas de óleo do motor.

7 – Pneus e rodas

O ideal é calibrar os pneus frios em períodos de 15 em 15 dias e também antes de pegar a estrada para uma viagem. Para saber quando está chegando a hora de substituir os pneus, dependendo da marca dê uma olhada em um triângulo ou nas letras TWI que aparecem gravadas na lateral do pneu. Se o nível de desgaste atingir esses pontos, significa que é hora da troca. Boas práticas para estender a vida útil dos pneus é a cada 10.000 km fazer o rodízio, o alinhamento e balanceamento, isso também contribui para a segurança e dirigibilidade do carro.

8- Suspensão

Quando se trata da suspensão, os itens que devem estar na lista de cuidados periódicos são os amortecedores e molas. Os primeiros geralmente precisam ser substituídos após os 30.000 km, mas isso depende por onde o carro costuma passar, pisos irregulares e muito esburacados podem danificar esse item antes do tempo previsto. As molas, se apresentarem elos já desgastados, é sinal de que precisam ser trocadas. Outras coisas a se averiguar são as barras de suspensão e braços, é preciso checar se elas não têm folgas, trincas e quebras.

9- Óleo do câmbio

Vale saber que a maioria dos carros possuem caixas de câmbios imantadas, que não requerem a substituição do óleo. Contudo, é necessário que o lubrificante seja verificado a cada 30.000 km rodados. Nos veículos de câmbio automático o que vale é seguir a recomendação do fabricante. O ideal é estar atento se não estão ocorrendo vazamentos.

10- Bateria

Os carros de hoje em dia já não trazem mais baterias que necessitam de adição de água, tampouco elas necessitam de manutenção. Os cuidados com a bateria consistem em verificar os cabos, eles devem estar limpos e bem fixos a cada polo. Dica para quando o carro vai ficar encostado, sem funcionar por muito tempo: desligue o cabo do polo negativo, assim a bateria não descarrega.

Redação SeuCarro Classificados



submitted by seucarro to u/seucarro [link] [comments]

NOVAS MULTAS VALENDO A PARTIR DE HOJE:

NOVAS MULTAS VALENDO A PARTIR DE HOJE:
Proibido o uso de películas escuras multa R$370.70 (Mais a retirada)
Farol ou lanterna queimada multa R$210.15 (Por lâmpada)
Pneus ruins multa R$760.65 (Por cada pneu ruim)
Limpador de vidros multa R$202.12
Carro em estado ruim, multa R$3.340,89 (+Apreensão do veiculo)
Fumar guiando multa R$193.70
Não parada para pedestres andando ou não pela faixa, multa R$358.98
Insultos entre motoristas flagrados por qualquer Agente de Trânsito, multa R$107.23
Som alto, NÃO importando o horário, multa R$69.73
Rodas com aro maior ou menor que o fabricante do veículo, multa R$278.66
As Blitzs vão fazer a festa! Muita gente não sabe! Resolução CONTRAN N° 333 de 2016. Fica a dica!
Lembrando a todos - A partir de hoje , valendo em todo o Brasil, os novos valores reajustados das multas de trânsito:
Ser flagrando falando ao celular R$ 574,00
Furar SINAL VERMELHO foi de 125,00 para R$ 780,00
Ultrapassar em faixa continua ou local proibido agora é 1.915,00
ACABOU A FARRA DAS MULTINHAS DE R$68,00 - R$85,00 - R$125,00 AVISO AOS DESAVISADOS NOVAS REGRAS DO DETRAN:
A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) só pode ser Renovada durante o prazo de no máximo 30 dias após o seu vencimento
Após este prazo, a CNH é cancelada automaticamente, e o condutor será obrigado a prestar todos os exames novamente: Psicotécnico, Legislação e o Exame de Rua, igualzinho a uma pessoa que nunca tirou CNH
Tudo isto, sem se falar na multa para tirar novamente a CNH, que fica por volta de R$ 1.200,00, e leva, mais ou menos, de 2 a 3 meses.
REPASSEM para que ninguém seja pego desprevenido.
submitted by falaseriomano to DiretoDoZapZap [link] [comments]

Dorocaso — Corações de Areia

Dorocaso Corações de Areia
“Essas alegrias serão jogadas ao esmo. A areia vai consumir suas lembranças até a última gota, e quando não sobrar mais nada você vai virar areia.” Jochasta, rainha dos esquecidos.
De pé ele olhava para as nuvens no céu sem sentir seus pés. Caminhando eternamente sem destino, elas vagavam escuras e carregadas como ele nunca havia imaginado. O solo é engolido pelo breu e os escorpiões alaranjados saem da areia. Cavando e cavando, centenas de lacraus submergem do da escuridão, brilhando e batendo suas garras como soldados marchando para o combate. O medo lhe puxa pela espinha, mas suas mãos estão vazias. Ao longe uma sombra de luz surge na imensidão.
-Davi! A cidade chegou! Davi! Você ainda não acordou? –Disse Franz ao lado da porta. Seus cabelos loiros iluminavam demais para sua vista adormecida. Piscando com força seus olhos, devagar ele se esticava na cama de esponja até sentir suas articulações despertarem. –Hoje não é o seu dia de vender as beterrabas? –Como um soco no peito ele se levantou. O sol já se erguera, e ele ainda estava ali.
-Chuva! –Disse o rapaz se pondo de pé velozmente, apenas para sentir uma tontura e perder parcialmente a visão tendo que se apoiar nas paredes para se manter. Calçando os sapatos escuros e com cheiro engraçado ele se ergueu novamente. Desviando das pequenas lâminas curvadas no chão, ele achou seu caminho até Franz.
-Eu e o Caiou já colocamos as caixas no Sableridge, até que horas você ficou afiando as talons? –Disse o Franz cedendo espaço para que Davi passasse correndo para as escadas. –E não esqueça de comprar um filtro novo para o reservatório!
Subindo as escadas como um lobo atrás de sua presa, Davi vê de relance Seth, Nami e Gilli sentados na mesa da cozinha. –Até as crianças já estão acordadas e eu aqui. –Subindo as escadas enquanto afivelava o cinto marrom, ele se voltou para a janela, olhando ao fundo a grande cidade cinzenta parada no deserto. –Mau dia! –Disse ele pegando a máscara azul presa na parede ao lado do espelho retangular e a colocando em seu rosto. Apertando o fecho e pressionando o único botão em sua lateral, ela se acendeu em um branco fraco. –Ah não!
Olhando a lateral do respirador ele passou o dedo por cima de pontinhos roxos que cercava o gradeado da máscara. Com o polegar pelo lado de dentro ele pressionou o puxador, fazendo as grades se abrirem e liberando a película tomada por centenas de micro pontos que variavam de roxo até rosa fraco. Davi abriu o armário de metal embaixo do espelho deixando que uma brisa gélida saísse. Colocando a película para dentro, fechou a porta e acertou o tempo para quinze segundos. Olhando novamente o espelho ele notou várias manchas de sangue coagulado em seus ombros e braços. Davi deu a volta e foi até a impressora amarelada de sujeira. Pressionando o menu ele selecionou a cor, comprimento da manga e por fim o tamanho, fazendo que a máquina emitisse um som agudo e constante ao passo de que o armário embaixo do espelho soou três apitos seguidos. Retirando a película sem luvas Davi sentiu como se seus dedos fossem derreter, só então sentindo o real frio quando encaixou a lâmina branca de volta na máscara. Vestindo a camisa bege de manga comprida, ele religou o respirador que se acendeu em um branco forte.
Fechando a porta de trás e abrindo a da frente ele foi em direção ao Sableridge. Vários arranhões circundavam o veículo encouraçado, as duas esteiras frontais estavam gastas mas não chegavam ao nível de desgaste dos pneus traseiros. Estes foram remendados tantas vezes que Davi já não sabia se eram feitos de borracha ou de remendo. A lataria perfurada era estrategicamente escondida pela sujeira e a lama viscosa das estradas. –As chaves! –Pensou ele batendo as mãos nos bolsos, só para perceber que não portava nenhuma. –As chaves! Gritou ele em direção a toca.
-Já estão dentro! - Disse Caiou do segundo andar. Davi Se aproximou do painel e ouviu o som de motor. Ele se voltou para Caiou e assentiu com a cabeça.
Poucas estradas cruzam em direção ao grande deserto. A pista de fogo sai da capital até o batalhão especial no sul, circulando o continente e passando por todas as grandes vilas. Usando areia vermelha para montar seus tijolos, a pista de fogo era o jeito mais fácil e seguro para aqueles que não possuíam problemas com o Armata. Ao seu lado muitas trilhas foram feitas ligando pequenas vilas até a pista de fogo, como galhos em um tronco. A estrada de pedra sai das grandes montanhas e se conecta com as estradas de terra, geralmente usadas por contrabandistas ou fugitivos, uma vez que não haviam patrulhas. Davi saiu da toca e seguiu em frente pegando a estrada de barro, o caminho que ele mesmo batizara, ligando a toca até a vila das palmeiras a oeste. Com uma agricultura rudimentar, a vila das palmeiras resistia apenas pela criação de roedores. Fáceis de alimentar eles eram a moeda de troca de algumas dezenas de famílias. De lá ele pegou a estrada de ferro, cruzando a floresta das almas até o grande deserto ao norte. Dali ele já conseguia ver as marcas de pneus na areia, sinal de que estava atrasado. Acelerando ele sentiu o veículo trepidar e perder força, mantendo o acelerador pressionado enquanto reduzia a marcha. Ainda assim a força havia indo embora, e ele seguiu até a pista de fogo na velocidade de um homem correndo. Devagar ele viu rasgando o deserto azul e branco. Mais de mil passos de largura, e outros oito mil de comprimento, com esteiras maiores que a vila das palmeiras, e com pistões mais fortes que dez mil homens, marchando para cima e para baixo, em um compassar estrondoso. Maciça e barulhenta, ela cavava com seus pistões exteriores descendo e subindo como um ferreiro batendo seu martelo, se enterrando mais fundo naquela areia sem dono, ela descansava enquanto ele se apressava. Apertando o pé contra o pedal e tentando aumentar as rotações, ele notou um grupo de pessoas segurando placas. Davi não conseguiu ler o que estava escrito, as manchas azuladas em suas peles tiraram sua atenção. Engatinhando pela estrada de fogo, ele rumou ao sul do titã encouraçado, seguindo outros veículos que jaziam estacionados ali.
Davi estacionou o sableridge ao lado de uma motocicleta de propulsão amarela. Algumas dezenas de veículos estavam ali, ainda assim Davi se surpreendeu com a baixa quantidade. Em temperaturas amenas, aquele pátio sempre estivera lotado de lanchas terrestres e caminhões. No porta-malas ele retirou as quatro caixas cheias de beterrabas, cada uma pesando metade de seu peso. Suas veias saltaram por entre a pele, e com um urro de vontade ele as ergueu caminhando lentamente até a entrada norte.
-Vento! Eu preciso ir até o templo das Lamentações! –Disse uma voz vinda de trás de Davi. Ele girou sua cabeça para procura-la mas no instante seguinte ela havia sumido. –Você tem um carro, pode me levar lá? –Disse a voz. Davi abaixou as caixas e conseguiu ver a moça a sua frente. Bem menor do que ele suspeitava, ela se erguia pouco a cima das quatro caixas deixadas no chão. Olhos cinzentos e lábios fartos, ele não conseguiu distinguir mais nenhuma caraterística dela, além de sua barriga proeminente e arredondada.
-Eu estou indo vender beterrabas na vila. –Disse ele olhando seus braços finos e curtos. –Esse templo fica no norte, não acho que tenha alguém de lá por aqui. –Disse ele se abaixando para pegar as caixas.
-Você não entende, eu preciso ir lá! –Disse ela erguendo a voz e riscando a areia com seu pé.
-Eu entendo, mas agora eu não posso fazer nada para te ajudar. –Disse erguendo novamente as caixas e a perdendo de seu campo de visão.
-Você pode depois? –Perguntou ela com um tom mais doce. Davi começou a andar e não olhou mais para trás. –Vou te esperar aqui!
-Não foi isso que eu quis dizer. –Falou ele alto o suficiente para ouvir suas palavras ecoarem pela vastidão seca, mais baixo o suficiente para não ouvir resposta alguma.
Se arrastando para frente, uma moça de cabelos escuros e longos passou por ele, porventura as caixas ainda tapavam sua visão frontal, o impedindo de conseguiu ver seu rosto. Ele gostava da ideia de andar sem ser percebido. Ao seu lado as vozes vindas da cidade se intensificavam, o empurrando para frente. Ouvindo passos na areia, ele inclinou a cabeça para ver um homem baixo com uma barriga proeminente caminhando de mãos dadas com uma menina de cabelos alaranjados. Os escorpiões voltaram a sua cabeça, e ele desejou que Nissa falasse algo que o puxasse de volta, mas ela estava na toca.
-Chuva! Posso ajudar? –Disse o homem com turbante branco, portando uma máscara amarela e uma barba escura e rala. Davi abaixou as caixas e suspirou por um segundo relaxando os ombros. O homem flexionou os olhos e pequenas bolsas de pele surgiram em cima de suas bochechas.
-Chuva! Eu vou vender as beterrabas. –Disse ele esticando a mão em direção ao homem.
-Os vendedores de comida já estão localizados no setor dois, penso que não há mais espaço para estandes. –Disse o homem o olhando de queixo erguido.
-Eu me atrasei. –Disse Davi abaixando o braço e se aproximando. -Mas eu tenho uma reserva. –Disse batendo as mãos nos bolsos. -E eu conheço o prefeito. –Disse Davi gesticulando com suas mãos armadas em veias proeminentes enquanto ele abria os bolsos internos da camisa.
-Certamente que não conhece. –Disse o homem de turbante. –Uma vez que eu não tenho nem ideia de quem é você, e eu sou o prefeito; Alouite Seeiso. –Disse o homem dois palmos menor que Davi, erguendo ainda mais o queixo para cima. Davi desistiu de procurar a licença e coçando a cabeça.
-Eu deixei na outra camisa! –Percebeu ele olhando para o céu. -Na verdade o prefeito que eu conheço se chama Timothy, ele tem cabelos escuros, é magro e... –Disse Davi gesticulando as medidas com as mãos. –Alto.
-Ah. –Disse Alouite. –Esse é o segundo prefeito. –Disse abaixando a cabeça e apertando os dentes. –De qualquer modo eu sou o prefeito para os assuntos externos da vilavassoura. Eu cuido de quem entra e quem sai.
-Eu sei. –Disse Davi sorrindo por debaixo da máscara. –O Thimoty cuida da manutenção da vila, proteção das pessoas, educação dos jovens, tratamento dos enfermos, conserto das máquinas, contrata os seguranças. –Enumerou Davi olhando para as beterrabas ardendo no sol do deserto. –E o senhor cuida de quem entra e sai. –Disse Davi se mordendo para não o chamar de porteiro.
-Thimoty tem suas funções, eu tenho as minhas. –Disse ele se virando de costas. -E o período para alocação de novos estantes já se encerrou.
-Eu também preciso comprar um filtro. Já acabou o período de entrada de compradores também?
-Hum. –Disse o prefeito de turbante declinando o queixo e encarando os tubérculos. –Você entra, as beterrabas não.
-Tudo bem, quando eu encontrar um vendedor de filtros, eu peço para ele vir até aqui fora retirar o pagamento, o senhor toma conta delas para mim? –Perguntou ele levantando uma caixa e colocando aos pés do prefeito. O homem bufou mais forte e se voltou para recolocar a caixa em cima das outras. Buscando todas as forças de seus braços flácidos, o prefeito ergueu a caixa poucos centímetros do chão, soltando suas alças e voltando a ficar ereto.
-Leve isso daqui. –Disse Alouite ofegante.
-Obrigado senhor prefeito! –Disse Davi erguendo as quatro caixas e seguindo em frente para a o portão de acesso.
-Bem-vindo a vilavassoura. –Disse ele em um tom seco. –Espero vê-lo novamente. –Apertando os olhos e ajeitando o turbante.
O chão de areia afundava a cada passo de Davi. Jogando areia para trás, ele sentia que a cada passo andava menos. Pisando em falso sentiu a areia dar lugar a tábuas de metal. Forçando os joelhos ele subiu a entrada que se elevava pelo menos oito passos do nível do chão. A grande fachada esculpida em madeira e aço, dizia “Village de Balai Cinq”, vilavassoura em uma língua antiga. A gigante de aço possuía metralhadora automáticas acopladas a parte de dentro apontadas para o chão. Aportando e um lugar diferente a cada dois dias, a bordo ela levava mais pessoas que ele conheceria sua vida inteira. Mais cores de cabelo do que tons de céu, mais vozes do que mil autofalantes. O cheiro das comidas, mesmo passando pelo respirador, já encharcava Davi por dentro. Olhando para o arco de entrada, ele viu seis guardas carregando fuzis e ao seu lado um grupo de pessoas rodeando um grande homem de cabelos longos e encaracolados. Davi abaixou as caixas para conseguir olhar por cima, fazendo seus músculos guincharem por dentro, mas seguindo em direção as pessoas.
-Eles andam em caravanas. Centenas de milhares. Caminham até as vilas, e lá destroem tudo. Nada fica para trás, nem os habitantes, é terrível! –Disse a senhora de cabelos curtos usando uma camisa de flores brancas, combinando com sua máscara.
-Devem ter sido mandados pelos homens de sabão. Eles estão há décadas se alastrando pelo litoral. –Disse o senhor de máscara lilás com um guarda-chuva em mãos.
-Não são os homens de sabão, quando paramos na vila da pedra, um soldado me disse que eles comem as pessoas e usam os ossos como adereços, isso é coisa do povo vermelho! –Disse o senhor careca usando um roupão verde.
-Estamos seguros aqui. –Disse o homem no centro, rodando os dedos por entre os fios de cabelo que caiam por seus ombros. –Além disso, todos os relatos são de vilas no Norte. Não há nenhum indício que ela esteja marchando para cá.
-O bosque vermelho foi dizimado. A fumaça chegou até a capital. Quando a Armata foi para o socorro, só haviam cinzas. –Disse a senhora. O homem alto inclinou a cabeça atento a suas palavras quando no meio da multidão, algo pescou sua atenção.
-Com licença. –Disse o homem alto esticando o braço. –Davi?
Davi o olhou e sorriu, ganhando espaço em meio ao aglomerado, colocou as caixas no chão esticou a mão e apertando o antebraço do senhor.
-Chuva Prefeito! –Disse ele chacoalhando o braço e sentindo os dedos finos e longos se apertarem em sua pele.
-Veio vender amoras? –Perguntou o homem de pele clara e lábios roxos e esticados.
-Pretendia. –Respondeu Davi apertando os olhos e observando as beterrabas por um instante até retornar os olhos para o prefeito. Ao seu lado havia uma grande porta dupla de vidro que guardava o estreito corredor em frente, lotado de pessoas andando por entre as lojas. O prefeito girou sua cabeça na mesma direção e coçou o nariz pontiagudo.
-Vamos ver onde eu consigo colocar você. –Disse Timothy dando um tapa em seu ombro. Davi pegou as caixas nos braços e o seguiu enquanto ele entrava na antessala do tumulto. As vozes se mesclavam a multidão atrás do vidro, podia se ouvir tudo, mas nada se entendia.
-Não vi você aqui mês passado. –Disse o prefeito erguendo os braços enquanto a primeira porta de vidro se fechava. No mesmo instante um jato de fumaça quente e clara saiu do chão e inundou toda a parte enquanto o prefeito retirava o respirador. Alguns segundos depois a fumaça se esvaiu pelo teto e a segunda porta se abriu dando acesso ao corredor.
-Mês passado. –Repetiu Davi erguendo as caixas de madeira. –Deu um vazamento lá em casa, tive que desligar todas as saídas de ar, perdemos boa parte da colheita.
-Sinto muito. Suas batatas são ótimas, as cenouras nem tanto. –Disse ele espiando as beterrabas por entre as frestas da caixa. –Você teve mais alguma notícia do Colm? – Davi balançou a cabeça. A mão do prefeito veio ao seu ombro mais uma vez enquanto ele sorria olhando para o chão. -Já pode tirar o respirador. –Disse o prefeito olhando Davi. Cerrando os olhos ele abriu a boca por um suspiro e a fechou. –Eu esqueci, o Colm me contou, mas eu esqueci, desculpa. –Disse ele enquanto Davi erguia o ombro e coçava a cabeça.
Adentrando a multidão de pessoas andando por entre as lojas, o prefeito achava brechas entre os cotovelos e ombros para Davi passar sorrateiramente, avançando entre bolsas e mochilas, sua altura lhe forneci uma visão privilegiado do pátio interno. Alguns passos para frente e uma voz chamou “prefeito! ”. Thimoty se virou e viu um sujeito de pele escura com olhos vermelhos. Com os dedos o prefeito gesticulou pequenos círculos, voltando sua cabeça para frente e seguindo até a segunda parte sem se virar para trás.
-Aqui estamos! –Disse o prefeito olhando o círculo de vendedores sentados em frente a caixas de legumes. –Você vende amoras, amoras são como alfaces não? –Perguntou ele, jogando um cacho de cabelos para trás enquanto olhava para as alfaces.
-Os dois são plantas, mas acho que beterrabas entram mais na sessão de raízes. –Respondeu Davi.
-Hahahahaha raízes! Mas não vendemos árvores aqui, e o único estande que tem espaço é o da alface. –Disse ele apontando para as folhas verdes e crespas. Davi virou a cabeça, mas não disse nada, apenas sorrindo para o prefeito e colocando as caixas no chão. –Chuva minha menina! Qual seria o seu nome? –Perguntou ele piscando para a jovem de cabelos escuros sentada atrás das caixas da alface.
-Naya. –Disse ela entortando a boca e olhando Davi de baixo para cima. –Naya Avilis, senhor. – Seus cabelos se agrupavam em cachos pequenos e longos. O delicado nariz arrebitado apontava para Davi enquanto ela falava com o prefeito. Davi apertou os punhos para tentar sair do seu encanto, mas já tinha certeza que estava encarando a jovem a tempo de mais.
-Este menino tem problema. –Disse o prefeito em direção a Davi, que mesmo assim não tirou os olhos de Naya. –Ou teve um problema. Ele pode dividir o espaço com você hoje? –Perguntou se abaixando e analisando de perto as hortaliças.
A jovem olhou sem expressão para Davi, que corou em menos de um suspiro. Ela ergueu o braço e puxou ar para argumentar, mas virou a mão e o olhou de lado.
-Achei um lugar para você! –Disse o prefeito voltando a ficar de pé. –Vocês se acertam então, eu vou ali procurar algum nabo. –Disse ele sorrindo e andando em direção aos tomates.
-Com licença. –Disse Davi colocando as caixas roxas ao lado das verdes. –Eu me chamo Davi. –Disse ele esticando o a mão em frente. A jovem sorriu e apertou seu antebraço.
-Naya. –Repetiu ela cedendo espaço para que ele dividisse a caixa ao seu lado. –Você por acaso não tem nenhum anel de vilírdia, tem? –Perguntou ela observando um roxo no pescoço de Davi. Ele balançou a cabeça tapando o machucado com a mão direita. –Imaginei que não. –Disse ela erguendo a sobrancelha ao olhar o respirador branco. –Você já foi lá? –Perguntou ela enquanto Davi levantava as sobrancelhas e fazia um beiço com os lábios. –Eu nasci lá. Em Viliris. Você é daqui?
-Eu nasci no Norte. –Mentiu ele. -Uma vila comerciante. –Disse engolindo em seco e levando os olhos até o rosto dela. –Onde fica Vilirdis?
-Viliris. Você nunca ouviu falar? –Perguntou ela abaixando as sobrancelhas e erguendo as bochechas. –Eu saí de lá ainda muito pequena, mas ela fica no extremo leste, entre mares. –Disse ela erguendo a mão e gesticulando uma onda. –No encontro de três continentes, uma linha traçada nos oceanos, delimita a vida e a morte poente, a água dá início e fim aos planos, construindo a ferro e fogo; o tridente, E costurada através dos séculos; mil anos, surge no mar da primeira e última corrente, Viliris, a cidade com sangue dos tiranos, viva para sempre, Viliris, a cidade descontente. –Cantou ela abaixando a mão ao final.
Davi a olhou boquiaberto. Nunca ouviu da cidade, mas as palavras deixavam sua boca com pétalas se soltam de flores no outono. Sua pele lisa acendia entre o cinza das paredes. Seus olhos escuros puxavam sua alma para dentro, e ele já não tinha forças para segura-la. Suspirou fundo e balançou a cabeça.
-Ela fica... no mar? –Perguntou ele encarando as alfaces.
-No Nemo. –Disse ela tirando o cabelo da frente dos olhos. –O ponto mais distante da terra entre os três continentes. –Disse abrindo um tímido sorriso. –Um dia eu vou voltar para lá.
-Quanto pelas batatas rosas? –Perguntou o homem alto de cabelos castanhos curtos que se aproximara usando uma capa marrom e um colete escuro, com braçadeiras pretas que vinham até os pulsos, e duas grandes cicatrizes no pescoço.
-São beterrabas. –Disse Davi se levantando e pegando uma da caixa.
-Batatas, baterrabas, tudo a mesma coisa. –Disse o homem estreitando os olhos. Passando a mão por dentro do colete, ele retira uma corrente avermelhada e a entrega para Davi. –Doze batatas rosas? –Perguntou ele. Davi olhou para a corrente e esticou a mão para pegá-la. Passando os dedos entre os elos e olhou de volta para o homem.
-Oito. –Disse Davi. O homem passou a mão em outro bolso e retirou um pequeno brinco prateado e o colocou na mão de Naya.
-Doze. –Disse ele rangendo os dentes enquanto ela olhava para a joia. Davi se voltou para Naya que segurava o brinco em frente aos seus olhos.
-Doze. –Repetiu Davi assentindo com a cabeça. O homem retirou a mochila das costas e começou a escolher as beterrabas. Naya entregou o brinco a Davi que o segurou com as pontas dos dedos. O brinco imitava o formato de uma orelha, adornado de pequenas pedras azuis, ele formava uma ponta no topo. Voltando-se para o homem, Davi já não o encontrava a multidão de pessoas andando entre as vendas.
-Bonito esse brinco. –Disse Naya passando o dedo por sua ponta.
-Você quer? –Perguntou ele corado.
-Ele é seu. –Disse ela se afastando.
-Eu não uso brinco, ele iria ficar bonito em você. –Disse ele esticando a mão em sua direção. Ela o apanhou e colocou na orelha esquerda.
-Como ficou? –Perguntou ela.
-Sen... –Disse ele buscando ar nos seus pulmões. –Sensacional. –Completou sorrindo.
-Mas eu não te conheço, não posso aceitar um presente assim. –Disse ela desatarraxando o pingente.
-Não, é um presente. –Disse Davi esticando seu braço em direção as hortaliças e pegando uma folha verde e molhada. –É uma troca. –Disse ele mordendo a alface com força e empurrando o resto da folha para dentro da boca. Naya riu e colocou o brinco de volta.
Antes do sol chegar no topo, todas as beterrabas já haviam sido trocadas, ao passo que mais da metade das alfaces esperavam paciente nas caixas de madeira. Davi já havia aprendido sobre o período de Naya em Viliris, sobre o Vento, o barco de seu pai que havia cruzado todos os mares baixos da costa entregando tâmaras do oceano. Dos monstros antigos que ameaçavam os cargueiros a cruzar os estreitos de pedra. Do tempo em que Naya morou nas minas de marfim com sua tia, das aventuras nas montanhas azuis, de sua vinda até a vilavassoura. Davi podia ficar ali o ano inteiro a ouvindo falar.
-Eu moro em uma “casa” na floresta. –Disse Davi apoiado na borda da vila vassoura apontando para o horizonte. –Você continua por aquele caminho até a vila das palmeiras e vira para a estrada de barro.
-Eu preciso ficar aqui a tarde, você não volta amanhã? –Perguntou Naya olhando as árvores dobradas. Davi balançou a cabeça olhando para baixo. –Meu pai é dono de uma empresa de mineração perto daquela montanha ao sul. Talvez eu volte para visita-lo um dia. Se você me convidar para conhecer a sua casa, talvez eu aceite o sofrimento de passar um tempo com ele.
-Ele é mau com você? –Perguntou Davi se voltando para ela. Na parte de fora do mercado, os dois se escoravam na lateral da cidade de aço. Naya usava um respirador vermelho com azul. Davi pensou em sugar todo o ar do mundo só para poder ver seus lábios mais uma vez.
-Ele é ausente. –Disse ela olhando para a amontanha verde. –Desde que ele deixou o barco e criou raízes na terra, ele não tem tempo para mais nada.
-Se você quiser ir lá em casa, eu acompanho você até essa fábrica. –Disse ele sorrindo por debaixo da máscara.
-Gostaria de ver você tentar. –Respondeu ela o olhando no fundo de seus olhos. –Você é diferente Davi. –Ele se virou de costas para a borda da cidade se encostou com as costas e cotovelos.
-Diferente bom? –Perguntou ele inclinando a cabeça.
-Diferente, porque você tem tantos roxos pelos braços? –Perguntou ela se voltando para examinar os machucados.
-Ah isso. –Disse ele olhando para um grande hematoma no seu pescoço. –Você me acompanha até a toca, e eu te conto o que você quiser saber sobre mim.
-Hum. –Disse ela torcendo o lábio. –Isso é um encontro? –Perguntou ela erguendo as sobrancelhas.
-Não, isso é só uma conversa. –Respondeu ele observando o brinco em sua orelha esquerda. –Quando eu te ver de novo será um encontro.
-Me diga algo primeiro. –Disse erguendo as sobrancelhas. –Porque você entrou no mercado de máscara? –Os pelos nos braços de Davi se eriçaram e ele baixou os olhos, dando um passo para trás.
-Eu preciso ir. –Disse ele diminuindo em tamanho.
-Desculpa. –Disse ela. –Eu não queria...
-Não há nada por que pedir desculpas. –Disse ele se aproximando das caixas vazias deixadas no chão. –Eu não me importo tanto com isso. –Disse ele desengatando a fivela que prendia a máscara branca. Devagar ele a abaixou segurando a respiração. Engatando novamente suas pontas ele puxou o ar com dificuldade até o respirador se acender em branco. –Mas as pessoas olham muito quando eu fico sem. Por isso prefiro ficar com ela.
-Com quantos anos você saiu de lá? –Perguntou ela deixando que as lágrimas corressem soltas sem se importar.
-Eu não sei. –Disse ele sorrindo com os olhos. –Minha mestra me tirou de lá, eu conto meu aniversário a partir daí.
-Entendo. –Disse ela limpando os caminhos deixados pelas lágrimas em seu rosto. –Então, eu passo a vila das palmeiras e viro à esquerda?
-Esquerda de quem vêm, direita de quem vai. –Disse ele caminhando em direção a saída da vilavassoura.
-Eu vou mesmo hein. –Disse Naya passando os dedos no brinco esquerdo.
-Assim espero. –Disse ele erguendo a mão e a balançando no ar. –Chuva Naya de Viliris!
-Chuva Davi! –Disse ela já distante.
Caminhando até o sableridge com as caixas vazias, tudo o que Davi conseguia fazer era reviver em sua mente as lembranças que recém fizera. Entoando as falas e buscando por detalhes que havia deixado passar. Naya deixou seus olhos, mas não sua mente. O cheiro doce. Desejou poder sentir aquele perfume para o resto da vida, mas tudo o que tinha era ar filtrado.
Caminhando sem pensar, avistou o sableridge, agora com muitos veículos ao redor. Sem pressa ele depositou as caixas no seu porta-malas e deu a volta para ir embora. Entrando ele fechou a porta e esticou a mão para puxar o cinto, olhando para o lado e sentindo seu coração apertar tanto que poderia sair do lugar.
-Agora você me leva? –Perguntou a moça grávida sentada ao seu lado. Davi não gritou, mas sentiu sua alma tremer.
-O que você está fazendo aqui dentro?! –Perguntou ele soltando o cinto a abrindo a porta.
-Você disse que me levaria. –Respondeu ela afivelando o cinto.
-Não! Eu disse que... –Começou ele apontando seu dedo, só então tentando lembrar do que havia dito. As palavras se enrolavam em sua mente, mas ele tinha noventa por cento de certeza de que não havia dito aquilo. Olhando para dentro ele viu os olhos da moça se abaixarem enquanto ela erguia os lábios inferiores para frente. –Eu não vou para lá. Posso te deixar na vila das palmeiras, de lá talvez você consiga alguma carona. A moça concordou com a cabeça, e Davi reentrou no sableridge.
Dirigindo em silêncio para fora da cidade na areia, Davi notou quatro motocicletas estacionadas na entrada da floresta que dava caminho para a estrada de ferro. Olhou para os lados, mas não viu ninguém, decidindo por seguir em frente. Pensou que se tivesse com a Ajna, poderia rever seu rosto depois, mas com a incerteza das vilasvassoura, talvez tudo que restasse fosse aquela memória malformada ainda.
Acelerando em frente o veículo começou a falhar perdendo força. Reduzindo a marcha as esteiras forçavam o carro sem resultado. Duas motos de propulsão surgiram em meio as árvores retorcidas e tomaram a frente do veículo. Davi pisou o acelerador, mas as rotações não aumentavam, permanecendo pouco mais rápido que um homem caminhando.
-Ele não anda mais que isso? –Perguntou a moça olhando para o velocímetro no painel. Davi tirou os olhos do volante e examinou as marcas no chão, só então se voltando para ela.
-Peixe dado não se olha as ovas. –Respondeu pisando fundo no acelerador sem retorno. Ao longe um ronco começou a crescer. Olhando pelo retrovisor ele viu quatro motos se aproximando.
-Talvez eles possam ajudar. –Disse ela olhando com seus olhos cinzas pelo retrovisor.
-Você conhece eles? –Perguntou Davi olhando os quatro homens descerem das motos com armas em mão. Ela balançou a cabeça se apertando para trás. Parando ao lado da porta do carro, um homem a apontou um revólver para Davi. Segurando o volante com mais força e retirando o pé do acelerador, o carro morreu.
-Sai todo mundo! –Disse o homem do lado de fora. Davi olhava fixamente para a moça. Respirando forte ele não sabia como havia sido tão ingênuo. Claramente ela conhecia eles. O velho truque da laranja que prepara o terreno para seus amigos. Seu sangue fervia em suas veias, e ele sentiu vontade de dar um soco naquela barriga falsa. Mas aquela arma era o problema principal, por enquanto
-Calma amigo, a gente só quer o que você ganhou lá dentro. –Dizia outro homem de ombros largos e cabelo curto, usando um respirador azul escuro, ao lado da porta do carona. Suando frio, ele não ousou olhar para o porta-malas, onde todo o seu ganho daquela manhã estava guardado.
Davi respirou fundo e retirou o cinto de segurança, apertando o botão vermelho abaixo do volante antes de ser puxado pela fora pelo homem que se agarrara ao seu pescoço, o jogando no chão. O homem careca se aproximou e começou a dar tapas nas pernas e braços de Davi que tentava se recompor.
-Limpo. –Disse o careca se afastando.
-Se vocês continuarem assaltando os clientes da vilavassoura, eles vão apenas parar de vir aqui. –Disse Davi olhando o homem de máscara azul enquanto outros dois entraram no sableridge revirando os bancos em busca de algo. A grávida estava em pé do lado de fora segurando sua barriga falsa.
-A gente segue ela, problema nenhum, sabe. –Disse ele fixando os olhos escuros em Davi. –Mas pelo visto você já tem um costume de ser assaltado, sabe. –Disse ele olhando para os roxos nos braços de Davi.
-Mais ou menos. –Respondeu ele olhando para trás. Um distante ronco de motor vinha em direção a estrada de fogo. Davi só conseguia pensar em quanto odiava surpresas.
-Tem uma luz piscando aqui dentro. –Avisou o homem de barba grisalha de dentro do carro.
-Você chamou alguém? –Perguntou o homem de azul dando um tapa no rosto de Davi. –Eu queria fazer as coisas sem violência, mas vocês sempre pedem, sabe. –Disse ele puxando a arma de trás das costas e apontando em direção ao barulho.
-Não chamei ninguém. –Disse Davi vendo no horizonte um veículo preto se aproximando, enquanto sentia seu rosto esquentar. Davi estava tão confuso quanto eles, o carro parecia ser de Thimoty. O homem deu-lhe mais um tapa com as costas da mão e Davi caiu de joelhos segurando a máscara. Do chão ele viu o assaltante disparar uma saraivada de balas em direção ao carro, fazendo que ele virasse para o lado e batesse em cheio a uma árvore, levantando uma nuvem de areia.
Thimoty, aquele era o carro do prefeito. Rodas prateadas, capô adornado em madeira. O que ele estaria fazendo ali, se perguntou no chão.
-O que a gente faz Tellius? –Perguntou o homem careca.
-Vá ver quem está lá! –Urrou o homem de azul apertando os dentes. Correndo em direção ao carro preto, um vulto abriu a porta e saiu mancando escorando-se nas árvores.
-Quem vem lá? –Perguntou o homem careca apontando seu revólver. Uma voz doce veio em resposta, atiçando os nervos de Davi ao máximo.
-Naya. –Disse ela erguendo as mãos enquanto o homem se aproximava.
Davi olhou para cima ignorando a conversa entre os dois. Procurando no céu, ele ainda não havia encontrado nada.
-Não vai chover hoje não garoto. –Disse o homem de azul rindo em pé a sua frente. –Tragam a menina, tenho um amigo que pagaria bastante por ela, já essa grávida aí...
-Não é chuva que eu espero. –Disse ele vendo um risco no céu.
O homem abaixou o rosto para olhar novamente para Davi, sendo surpreendido por uma cabeçada em seu estômago. Davi se levantou e subiu em cima do carro gritando “Aqui, aqui! ”. O risco no céu voava rápido e ao se aproximar largou uma grande caixa de metal em cima do veículo, balançando sua estrutura e levantando uma grande nuvem de poeira e detritos.
-Maldito! –Disse o homem de azul no chão com uma mão na barriga e a outra tapando os olhos contra a poeira. –Eu vou te picar inteiro e te jogar para os peixes, sabe! – Ao seu lado a grávida corria para dentro da floresta em direção a vila das palmeiras.
Davi pulou em cima da caixa e ela jogou uma forte luz esverdeada que o varreu por completo em menos de um piscar de olhos. A caixa abriu as laterais, saindo lâminas longas que se encaixaram nos pés de Davi, subindo o tornozelo, joelhos até se prender completamente nas duas pernas. As lâminas se prendiam desordenadamente, se arrastando entre si até encontrarem o seu encaixe. Davi pulou para frente a caixa se ergueu em seu próprio eixo, encaixando uma camada de lâminas nas suas costas, correndo o metal até os seus braços, cobrindo cada parte do seu torso. Ele se virou para trás ouvindo um tiro, rapidamente pegando o elmo prateado com um círculo azul claro no meio. Ajeitando em sua cabeça, ele se voltou para olhar os homens ainda confusos pela nuvem de poeira.
Investindo em frente, Davi passou as lâminas das mãos pelas costas do braço do homem de azul, fazendo seis pequenas e rápidas incisões em seu braço direito, enquanto contornava por trás, golpeando as pernas do homem sem reação. A lâmina fina penetrava a carne como um graveto penetra a areia. Entrando e saindo, ele costurava uma trilha de pequenos furos que passavam a pele e se enterravam até ele sentir um desengate interno. Indo para dentro do carro, Davi golpeou os dois invasores dezenas de vezes em pontos entre as costas e a barriga, sem derramar uma única gota de sangue. Com a poeira baixando ele conseguiu ver ao longe o homem careca apontando a arma para Naya, tremendo como um galho fino em frente ao furacão. Jogando a arma no chão, ele correu para trás, em direção ao grande deserto.
-Meus braços, o que você fez com os meus braços?! –Perguntou o homem no chão. Davi se aproximou emitindo um som de lâminas de metal se arrastando umas nas outras. Davi já estava cansado, e aquela armadura facilmente pesava o dobro das caixas de beterraba.
-Meu juramento me proíbe de matar qualquer um que não esteja no mesmo nível. Eu só cortei todos os tendões dos seus braços, você não vai mais usa-los. –Disse Davi retirando o elmo. –Mas o juramento não fala nada sobre abandonar moribundos. –Disse Davi passando a lâmina da mão esquerda por entre a tira que prendia a máscara azul do sujeito. Pegando-a com a mão Davi a colocou em cima da mão imóvel do homem no chão. –Sua máscara está aqui, é só a colocar de novo. Mas prenda a respiração, o ar daqui não faz muito bem, sabe?
-Desgraçado. –Disse o homem selando os lábios e amaldiçoando Davi com os olhos.
Se atentando aos sons, ele sentiu uma fisgada lhe puxar a direita, recolocando o elmo. “Nissa? ” Perguntou ele sem voz. “Três ameaças neutralizadas. Um suspeito está correndo em direção ao grande deserto a 2,759 metros por segundo. ” Ele sorriu ao ouvir a voz dela em sua mente. “Como elas estão? ” Perguntou ele se virando para olhar Naya. “Uma sofreu arranhões e uma provável contusão no lobo parental. A outra sofreu um tiro no tornozelo, está perdendo sangue. ” Davi girou seu corpo para olhar a grávida no chão se arrastando, esticando no chão uma linha vermelha que a separava de seu pé direito.
-Você é um... –Disse Naya se aproximando mancando com um filtro em mãos. Davi se voltou para ela e retirou novamente o elmo, pressionando o círculo azul claro em seu centro. A armadura de lâminas se soltou e caiu no chão desmontada. -Você é um alado!
submitted by gilsonvilain to EscritoresBrasil [link] [comments]

Quatro Rodas e Pneus Loja de rodas e pneus - YouTube cwb rodas e pneus ( cwb wheels and tires) - YouTube pack de rodas e pneus para ets2 1.35/1.36 - YouTube INCRÍVEIS RODAS E PNEUS PARA BICICLETAS - YouTube Pneu para cadeira de rodas? Tire sua dúvida! - Lesão ...

Comparação de preço. Encontre as melhores ofertas de lojas online para os seus pneus, rodas e acessórios de carro. Os melhores preços vão estar em Pneus-rodas.com Compre online Rodas e Pneus por R$28,00. Temos jogo de rodas de liga leve gaúcha para buggy (04 unidades) way/wake/walk/super buggy, jogo de rodas de liga leve gaúcha para buggy 02- 06x1... Michelin & Você Consiga até 60€ na compra de pneus até 31 de Abril. Por Rodas e Companhia Abr 1, 2019 Global 0 Comments. Até 30 de Abril compre pneus Michelin para o seu carro ou para a sua moto. Consiga até 60€ e escolha o que quiser. Contacte-nos! Ler mais. Um novo conceito de borracharia para melhor atender você! Nós temos os melhores pneus seminovos da cidade. Qualidade e preço baixo é aqui, Frangão Rodas e Pneus! Onde Estamos Bem vindo a Soneka Rodas e Pneus! Buscando pneu barato? Somos os maiores revendedores de pneus usados de SP. Trabalhamos com uma grande variedade de produtos e marcas. Com sede na Zona Sul de SP buscamos sempre a satisfação total de nossos clientes. Aqui você encontra o menor preço de São Paulo!

[index] [7609] [197] [3538] [5184] [681] [5983] [7172] [5535] [287] [3547]

Quatro Rodas e Pneus Loja de rodas e pneus - YouTube

Salve Rapaziada , no video de hj trago para vcs ETS2 Pack de Pneus e Rodas V3.0 espero que vcs curtam aa e não esqueçam de deixar o Like Tmj!!! Inscreva-se... Welcome to the channel: CWBRODASEPNEUS We began to work with material for rubber, parts and accessories, automotive, gaining trust and prestige. In this chan... Link para se INSCREVER http://bit.ly/2nnjlgZ Grupo no FACEBOOK http://bit.ly/2BFd5FZ Pagina no FACEBOOK http://bit.ly/2DOc ajude o canal com qualquer v... ATS e ETS2 v1.35 Versão Oficial + Logitech G27 ***** EURO TRUCK SIMULATOR 2 MODS FREE 19 Apresentando Pack de Rodas e Pneus OFF ROAD Apresentamos aqui um diamantado feito utilizando um copiador de roda .Fabricamos, instalamos e treinamos ,interessados entre em contato. (32)3531-2627 ou (32)99370-0123 tratar com Ivair Show less

http://forex-korea.cryptocurrencyexchanges.shop